MuBE Virtual > Dados > Ver
Banco de Dados de Esculturas Brasileiras
   
Corneteiro de Pirajá
Publicada por tatiana giovannone travisani

Autor da Escultura:
Ique

Data de Inauguração:
01/05/2003

Cidade:
Rio de Janeiro

Estado:
Rio de Janeiro

Endereço:
R. Visc. de Pirajá, 470 - Ipanema, Rio de Janeiro - RJ, 22410-002, Brasil


ver mapa completo


Imagens:

#phocagallerypiclens 25-phocagallerypiclenscode-shadowbox/152B5D1B270E5E60F51467720B26EA24.jpg  #phocagallerypiclens 25-phocagallerypiclenscode-shadowbox/18B3C02A0745C80636DD0FC8DFE690B8.jpg  

Autor das fotos:
tatiana travisani

Motivo de sua criação:

Homenagem ao corneteiro Luís Lopes que teve atuação decisiva na Batalha de Pirajá, em 08 de novembro de 1822, quando o Brasil ainda lutava para ficar independente de Portugal no estado da Bahia.



Histórico da obra e/ou do autor:

Segundo José Calasans foi possivelmente o historiador Inácio Acioli de Cerqueira e Silva, na obra Memórias Históricas e Políticas da Bahia quem primeiro explicou a vitória baiana na Batalha de Pirajá como decorrente de um toque errado de corneta. Temendo ficar sitiado, o Major José de Barros Falcão, no comando de posição-chave, mandara tocar a retirada, mas o corneteiro Luís Lopes, um português que combatia do lado brasileiro, fez o oposto: deu o toque primeiro de avançar cavalaria e, em seguida, o degola: os inimigos, acreditando a chegada de reforços, saem em debandada e os brasileiros, quase derrotados, saem vitoriosos da pugna.[4] O episódio descrito por Acioli é repetido na obra de Braz do Amaral, mas o Barão do Rio Branco, apesar de conhecedor daquela obra, omite tal passagem. Ganhara a passagem o tom lendário, até que pesquisas ulteriores deram conta ao registro feito por D. Pedro II em seu diário, sobre o relato feito ao Imperador pelo Barão de Cajaíba, que tomara parte dos combates: "um corneta trânsfuga português que descompunha, por meio de toques, o exército lusitano, e neste dia, tocando a retirar, fez com que avançassem os lusitanos para debandarem para o lado do campo de Cabrito e da cidade, logo que ouviram os vivas dados a meu pai, pelo major de Pernambuco Santiago". (fonte: wikipedia)



Observações:

A escultura fica em Ipanema no Rio de Janeiro. Alguns moradores do bairro protestam quanto sua relevância estética e criaram uma comissão para que a escultura seja retirada do local. Em contrapartida foi criado um abaixo assinado para que ela fique no local: http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/4718



Materiais:
Bronze

Natureza:
Estátua

Faça seu login para comentar.

Comentários:



Últimas Atualizações

Mantenedores
Assessoria
MCAtrês