Updates from May, 2014 Toggle Comment Threads | Keyboard Shortcuts

  • MuBE Virtual 15:46 on 06/05/2014 Permalink | Reply
    Tags: davi, florença, michelangelo,   

    Estudo detecta rachaduras em escultura de Michelangelo 

    A escultura Davi, de Michelangelo, apresenta pequena rachaduras na parte inferior de suas pernas por causa de sua própria inclinação, o que pode colocar em risco a integridade da peça-chave do Renascimento italiano. É o que revelou estudo realizado pelo Conselho Nacional de Pesquisa da Itália em parceria com a Universidade de Florença.

    Os analistas indicam que a inclinação da obra, de 5 graus, é a causa do dano no mármore, em seus tornozelos. O estudo também observa que a escultura, com “seu inestimável valor”, foi submetida a testes frequentes ao longo dos anos e tais rachaduras são notadas desde meados do século XIX.

    Apesar de as rachaduras estarem presentes em ambas as pernas e no tronco, são apenas perceptíveis a olho nu no tornozelo esquerdo e na lateral direita do tronco. Um dos pesquisadores, Giacomo Corti, disse que que a inclinação foi causada pela falta de uniformidade do pódio no qual a escultura permaneceu entre 1504 e 1873, período em que se manteve ao ar livre em frente ao Palazzo Vecchio, em Florença.

    A escultura retrata o herói bíblico Davi, no momento em que se prepara para enfrentar Golias e é feita de mármore branco, com 4,10 metros de altura. Ela foi encomendada por Michelangelo, encomendado pela Opera del Duomo, responsável pela Catedral de Florença. Nos últimos anos Davi é objeto de várias limpezas e análises, além de ter a propriedade disputada pelo governo da Itália e a Catedral. (Com informações da EFE)

    “Estudo detecta rachaduras em escultura de Michelangelo”. Jornal O Estado de São Paulo, 01 de maio de 2014.

    Imagem: Site Cabeça de Cuia

     
  • MuBE Virtual 20:43 on 06/10/2010 Permalink | Reply  

    Nem todas as esculturas são bem-vindas… 

    Na cidade de Milão, Itália, encontra-se uma escultura um tanto polêmica. Enquanto alguns defendem sua estadia na cidade, outros a repugnam.

    Para alguns italianos o gesto é considerado obsceno, visto que a escultura seja um insulto à tradição artística italiana. Já os turistas se dizem favoráveis a que a escultura receba um local permanente na cidade.

     Autoridades como o presidente do comitê de Cultura da cidade, Massimiliano Finazzer Flory, querem manter a obra em Milão.

    Estadão

    Texto( Tatiana Matteoni)  Imagem(Stefano Rellandini)

     
  • MuBE Virtual 20:00 on 31/08/2010 Permalink | Reply  

    E a Arte se reinventa: esculturas com materiais inusitados 

    Há vários tipos de escultura: de bronze, de gelo, de granito, de areia, de grama…

    Mas, tão doces e rosadas como essas, você talvez nunca tenha visto antes.

    Maurizio Savini é um artista italiano que utiliza o chiclete como matéria-prima para compor suas obras – as quais já passaram por exposições de vários países e são vendidas por valores superiores a 55 mil dólares.

    Apesar de “descontraído”, e nos remeter a lembranças coloridas de infância, contraditoriamente o chiclete foi introduzido na Itália pelos soldados americanos, no final da Segunda Guerra Mundial.

    Haveria alguma referência a isso na escultura de Savini?

    Para saber um pouco mais do processo de criação do artista, assista

    http://www.youtube.com/watch?v=yZLUtac99W4

    Impossível não querer dar uma dentada.

    (Texto: Luna Rosa Lopes)(Edição: Tatiana Matteoni)(Fotos: http://migre.me/1buoB)

     
c
compose new post
j
next post/next comment
k
previous post/previous comment
r
reply
e
edit
o
show/hide comments
t
go to top
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancel