Updates from February, 2014 Toggle Comment Threads | Keyboard Shortcuts

  • MuBE Virtual 15:36 on 24/02/2014 Permalink | Reply
    Tags: sandra brecheret, victor brecheret   

    Filha de Brecheret espalha obras do pai pelo mundo 

    Pesquisadora já doou 12 trabalhos do escultor para instituições internacionais interessadas em perpetuar o legado dele

    Doar para divulgar. E divulgar para preservar. Se depender dos interesses da escritora e pesquisadora Sandra Brecheret Pellegrini, a obra de seu pai, o escultor Victor Brecheret (1894-1955), será cada vez mais pública, conhecida e acessível. Nos últimos anos, ela vem doando para instituições de todo o mundo itens de seu pai que integram sua coleção pessoal. No total, 12 Brecherets já foram espalhados assim. E ela quer mais.
    “Pretendo doar sempre obras de meu pai. Basta que a entidade que receba dê prestígio e respaldo a Brecheret de forma eterna”, diz Sandra. Recentemente, por exemplo, a escultura Portadora de Perfume, de 1924, foi incorporada ao acervo do Senado da França e instalada em área restrita anexa ao Jardim de Luxemburgo, em Paris.

    É simbólica a volta da escultura a Paris. Feita em uma das longas passagens do escultor pela capital francesa, a obra foi premiada no Salão de Outono de Paris, em 1924. “A decisão (de fazer as doações) é minha. É uma forma de retribuir ao Brecheret e à imagem dele tudo aquilo que ele me deu”, comenta Sandra. Não é pouca coisa. Além do valor sentimental, uma obra do famoso escultor costuma ser bem cotada no mercado.

    Para fins de seguro, o Senado francês avaliou em 390 mil a Portadora – o equivalente a quase R$ 1,3 milhão. “Ele me deu um nome tão bonito, uma glória tão bonita, que estou pessoalmente deixando seu legado a instituições sérias que vão perpetuá-lo”, completa Sandra. “Nós passamos, a arte fica.”


    Acervo pessoal. À frente da Fundação Escultor Victor Brecheret, Sandra já publicou 11 livros sobre a vida e a obra de seu pai – alguns podem ser baixados, de graça, em http://www.victor.brecheret.nom.br.
    Ela afirma que ainda tem, em sua coleção particular, “dezenas” de obras assinadas pelo pai – recusa-se a especificar o número. “E estou aberta a conversar com instituições interessadas nas obras”, diz. “Minhas condições são sempre avaliando a maneira como a obra vai ser mostrada, porque o que não quero é que uma escultura de Brecheret acabe em um porão qualquer”, declara.
    Essas tratativas podem levar até três anos. E foi assim que São Francisco, de 1948, acabou na sede do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em Washington, no ano 2000. Ou que Bailarina, de 1928, foi incorporada ao acervo da Câmara dos Deputados, em Brasília (confira ao lado a lista completa das doações).
    Aniversário. No próximo sábado, são comemorados 120 anos do nascimento de Victor Brecheret, que acabou se consagrando como o escultor de São Paulo. Nascido na italiana Farnese, emigrou para o Brasil e aqui se tornou referência do movimento Modernista. No início da década de 1920, ganhou uma bolsa de estudos do governo paulista e foi estudar em Paris.
    São do escultor diversas obras públicas em São Paulo. A mais conhecida, sem dúvida, é o Monumento às Bandeiras – chamado popularmente de “deixa que eu empurro” ou “empurra-empurra” -, próximo do Parque do Ibirapuera.
    Mas também são de Brecheret o Monumento ao Duque de Caxias, na Praça Princesa Isabel, e o Fauno, no Parque Tenente Siqueira Campos (Trianon), entre outras.

     

    Fontes: EDISON VEIGA. “Filha de Brecheret espalha obras do pai pelo mundo”. Jornal O Estado de São Paulo, 15 de fevereiro de 2014.

    Foto: Sergio Castro/Estadão

     
  • MuBE Virtual 14:07 on 21/02/2014 Permalink | Reply
    Tags: apolo, bronze, , hamas   

    Hamas confisca estátua de Apolo 

    Perdida há séculos, uma estátua do deus grego Apolo reapareceu misteriosamente na Faixa de Gaza, mas logo foi apreendida pela polícia e sumiu. A notícia aguçou a imaginação de arqueólogos do mundo todo, mas ninguém sabe se o bronze de tamanho natural poderá ser exibido.

    Joudat Ghrab, um pescador local de 26 anos, diz ter retirado a imagem de 500 quilos do fundo do mar em agosto. Ghrab conta ter visto uma forma humana deitada em águas pouco profundas, a cerca de 100 metros da praia. No começo, achou que fosse um corpo queimado, mas quando mergulhou, viu que era uma estátua.

    Com a ajuda de parentes, ele levou quatro horas para levar o tesouro até a praia e arrastou o Apolo até sua casa em uma carroça puxada por um burro. Sua mãe “quase morreu de susto” ao ver o deus grego nu e exigiu que as partes íntimas fossem cobertas. Ghrab cortou um dos dedos e o levou a um especialista em metais, achando que poderia ser ouro. Sem que ele soubesse, um dos seus irmãos cortou outro dedo querendo pesquisar por conta própria.

    Pouco depois, membros da família que pertencem a uma milícia do Hamas tomaram a estátua e, em seguida, ela apareceu à venda no eBay por US$ 500 mil. O problema era a mensagem abaixo, que dizia que o comprador deveria buscar o Apolo em Gaza, que está isolada por um bloqueio israelense.

    Assim que a notícia se espalhou, autoridades do Hamas ordenaram o confisco do Apolo. Para a grande frustração dos arqueólogos, nenhum especialista analisou a imagem, que apareceu apenas em algumas fotografias mal feitas, enrolada em um cobertor dos Smurfs.

    Para Jean-Michel de Tarragon, historiador da Escola Arqueológica de Jerusalém, a estátua foi fundida entre os séculos 5.º e 1.º a.C. “Ela é única e não tem preço. Seria como tentar estabelecer o preço da Monalisa, do Louvre”, disse. Autoridades de Gaza disseram que a estátua não será mostrada ao público enquanto não for concluída uma investigação criminal para apurar quem tentou vendê-la. Museus do mundo inteiro já entraram em contato com funcionários do governo local para ajudar na restauração do Apolo.

    Fontes:

    “Hamas confisca estátua de Apolo”. Jornal O Estado de São Paulo, 12 de fevereiro de 2014. Página consultada em 21 de fevereiro de 2014.

     

     
c
compose new post
j
next post/next comment
k
previous post/previous comment
r
reply
e
edit
o
show/hide comments
t
go to top
l
go to login
h
show/hide help
esc
cancel